Alimentos juninos podem fazer muito bem à saúde

Se consumidos com cautela, os alimentos típicos dessa época do ano podem trazer alguns benefícios ao organismo

comidas juninas-01

Pipoca, pinhão, milho, gengibre e amendoim! O mês das festas juninas pode ter acabado, mas esses alimentos ainda estão disponíveis.

Engana-se quem pensa que esses alimentos só fazem mal à saúde. Sabendo escolher corretamente, as comidas típicas do mês de junho não significarão quilinhos a mais, e ainda trarão benefícios para o organismo.

De acordo com Silvia Piovacari, coordenadora da Nutrição Clínica do Einstein, os alimentos são permitidos, desde que haja moderação. “É difícil resistir às tentações, principalmente com o clima mais frio desta época, e por isso, devemos ficar alertas com a quantidade ingerida”, alerta Silvia.

Confira os benefícios de alguns alimentos típicos das festas juninas.

pipoca: Fonte de carboidrato que oferece energia ao organismo. a presença de fibras faz com que aumente a saciedade, reduzindo o consumo de outros alimentos. o ideal é consumir uma porção pequena e não exagerar no sal.

gengibre: ingrediente do quentão que possui ação antiinflamatória e digestiva. também tem ação termogênica, isto é, aumenta o metabolismo energético.

amendoim: fruta oleaginosa que oferece vitamina E, importante para a saúde da pele e dos cabelos. Boa alternativa para o lanche, pois reduz a vontade de doces. consuma com cautela devido ao valor calórico, e dê preferência à versão sem sal. Sugere-se rodiziar com as outras frutas oleaginosas como castanhas, amêndoas e nozes, que trazem muitos benefícios à saúde.

pinhão: rico em amido, oferece vitaminas do complexo B, vitamina C, cálciofosforo, fibras e proteínas. Uma dieta rica em alimentos nutritivos é uma aliada na prevenção de doenças crônicas não transmissíveis, como as doenças cardiovasculares.

milho: ótima fonte de fibra, auxilia no funcionamento intestinal e é rico em vitamina A, C, folato, tiamina, potássio e ferro. deve ser consumido sem muito sal e, preferencialmente, trocar a manteiga por azeite.

Fonte: Einstein Saúde

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s