LACC3: O trigo engorda e nos faz adoecer? Por Fred Brouns.

1cnrhpkbr5gu735yc8vz

Hoje iniciaremos uma série de posts com alguns dos temas a serem abordados nas palestras da LACC3 (Latin American Cereal Conference), que irá acontecer em Curitiba – PR, em março de 2015. A ideia é dar um preview à todos os participantes. Fique atento, a cada semana iremos postar uma matéria com um palestrante fera.

Para abrir a série, escolhemos o Fred Brouns que vem da Maastricht University, na Holanda, para falar de um assunto super polêmico: afinal, o trigo adoece e nos faz engordar? Sua palestra irá fazer com que todos tenham uma visão diferente do Best-seller Barriga de Trigo.

Segue aqui o preview:

Vários mitos e crenças nutricionais, como a dieta do Paleolítico e, mais recentemente, a proposta do cardiologista americano W.R. DAVIS, em seu Best-seller Barriga de Trigo, vêm sugerindo que consumo de trigo (integral) tem efeitos adversos para a saúde. Com diversas hipóteses, muitas vezes controversas – podemos observar uma tendência para relacionar a obesidade a um tipo específico de alimento ou ingrediente.

O autor afirma, que o trigo que comemos hoje em dia, foi desenvolvido através de pesquisa genética nos anos 60 e 70 que levaram à inclusão de uma proteína antinatural em nosso trigo moderno chamado gliadina. Dr. W.R. Davis explicou que todo mundo é suscetível a esta proteína: “gliadina se liga aos receptores opióides no cérebro e na maioria das pessoas estimula o apetite, de modo que nós consumimos 440 calorias a mais por dia, 365 dias por ano”.

Assim, após diversas discussões sobre os papéis de gordura, xarope de milho e açúcar adicionados aos alimentos, parece que agora é a vez do trigo assumir a culpa da obesidade. Não levando em conta que a obesidade tem múltiplas causas, como por exemplo: o estilo de vida sedentário da maioria das pessoas, o consumo excessivo de alimentos, o stress, entre outros”. Podemos sim, relacionar a obesidade à múltiplas causas e, não a ingredientes específicos.

Acompanhe amanhã, parte 2 desta matéria.

Por: Álvaro Crivellaro – Gerente de Inovação e Tecnologia da Granotec/Granolab

Fonte: Fred J.P.H. Brouns et al. /Journal of Cereal Science 58 (2013) 209 – 215

 

01-e33cbfbcAinda nāo se inscreveu na LACC3 2015? Entāo nāo perca tempo!

http://lacc3brazil.com/inscricoes/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.