Estudo mostra que proteínas de origem animal são mais saudáveis

Salmao-com-duas-opcoes-de-acompanhamento-Retaurante-Galli3

O tipo de proteína consumida é tão importante para uma dieta saudável quanto a quantidade do composto em si. É o que diz uma revisão publicada recentemente na revista científica Applied Physiology, Nutrition and Metabolism.

Todos já sabem que alimentos ricos em proteínas ajudam a perder peso, ganhar massa magra e até a afastar o desejo por alimentos calóricos. Entretanto, nem toda proteína é igual e alguns alimentos proteicos podem ser mais saudáveis do que outros.

De acordo com o novo estudo, cada fonte de proteína – do peixe ao amendoim – contém “tipos diferentes” de aminoácidos (os blocos que formam as proteínas). Dos 20 diferentes aminoácidos existentes, nove são essenciais para nosso organismo e só podem ser obtidos por meio de alimentos. A questão é que nem todos os alimentos possuem os nove aminoácidos.

No que diz respeito às proteínas de origem animal (carne, ovos, laticínios), quase todas podem ser consideradas boas, pois são constituídas por todos ou a maioria destes aminoácidos. Entretanto, a maioria dos alimentos de origem vegetal contém apenas uma fração dos aminoácidos essenciais. Isso significa que se sua única fonte de proteínas for vegetal, você pode ter deficiência de certos aminoácidos.

Rajavel Elango, pesquisador de nutrição e metabolismo da Universidade da Columbia Britânica, no Canadá e coautor do estudo, explica em reportagem do site americano de notícias Huffington Post que, quando ingerimos proteínas a partir de fontes vegetais, é importante ter uma grande variedade de alimentos para garantir a ingestão de todos os aminoácidos necessários.

Além disso, os alimentos trazem vitaminas e minerais junto às proteínas. O que reforça ainda mais a importância em variar o cardápio proteico.

Fonte: Veja Saúde

7 respostas em “Estudo mostra que proteínas de origem animal são mais saudáveis

  1. Pingback: 25 Confeitarias ao redor do mundo que você precisa ver antes de morrer – PARTE 2 | + Bio

  2. Pingback: Qual a diferença de lácteos, lactose e lactase? | + Bio

  3. Pingback: Vegetarianos podem viver mais | + Bio

  4. Pingback: Diabéticos: alimentos que não podem faltar no seu prato! | + Bio

  5. Pingback: Proteína do soro do leite pode ser aliada de pacientes com Parkinson | + Bio

  6. Pingback: Dietas sem glúten não ajudam a emagrecer | + Bio

  7. Pingback: Seu corpo pode estar te dando sinais de baixo consumo de proteínas! | + Bio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s