Conheça os fast-food mais caros do mundo

A maioria das pessoas deve pensar que é um absurdo desembolsar muito mais do que R$ 20 em um sanduíche ou outro fast-food qualquer. Se for um simples misto ou queijo-quente então, nem se fala. No entanto, parece que alguns estabelecimentos espalhados pelo mundo acreditam ser possível alguém gastar muito dinheiro com esse tipo de alimento.

Pelo menos é isso que mostra uma lista que apresenta sete pratos de fast-food feitos para pessoas insanamente ricas. De queijo-quente a pizza, as opções são surreais e muito caras, chegando a custar mais de R$ 7 mil! Se você tem dinheiro e não sabe com o que gastar, talvez queira experimentar algumas dessas preparações. Confira:

Kobe-Philly Cheesesteak: US$ 120 (R$ 486)

Conheca-os-fast-food-mais-caros-do-mundo-altPhilly Cheesesteak é uma versão aprimorada do “pão com bife” tradicional da Filadélfia, nos Estados Unidos. Além da carne fatiada, há o queijo e um molho especial. Porém, a opção apresentada pelo restaurante Barclay Prime dá tons de sofisticação ao prato que, teoricamente, é simples.

O pão é fresco e com gergelim tostado, e o queijo é trufado. Também está na receita fígado de ganso, o popular foie gras, considerado uma iguaria da culinária francesa, mas o que realmente encarece este sanduíche é o tipo de carne utilizada. No caso, nós estamos falando do kobe beef, proveniente do gado wagyu, que é criado de maneira especial, com direito a massagem, alimentação à base de cerveja, banhos de saquê e outras regalias. É considerada a melhor e mais cara carne do mundo. Ah, e para acompanhar a preparação do Barclay Prime, restaurante responsável, ainda é servida meia garrafa de champagne.

Cachorro-quente Junni Ban: US$ 169 (R$ 685)

Conheca-os-fast-food-mais-caros-do-mundo-2-alt

Não é qualquer cachorro-quente, é o mais caro do mundo. Este item também leva carne de wagyu e foie gras, mas não é só isso. Os japoneses, responsáveis por essa criação inusitada, colocam trufas (aquelas que também são iguarias da culinária francesa), caviar e queijo defumado, entre outras coisas. O Junni Ban, como foi batizado o hot dog, é uma criação dos especialistas em cachorros-quentes da Tokyo Dog.

Quintessential Grilled Cheese: US$ 214 (R$ 868)

Conheca-os-fast-food-mais-caros-do-mundo-3-alt

À primeira vista, parece um queijo-quente. E realmente é! Mas não é qualquer um. Esse aí, oferecido pelo restaurante Serendipity 3, em Nova York, foi considerado pelo Guinness o sanduíche mais caro do mundo comercialmente disponível, em 2014.

O diferencial dessa opção são os seus ingredientes, a começar pelo raríssimo queijo italiano Caciocavallo Podolico. As fatias de pão são infundidas em champagne Dom Perignon e recebem camadas de manteiga de trufas. O toque final fica por conta de flocos de ouro comestível, que dão o brilho para o prato.

A Bellisima Pizza: US$ 1 mil (R$ 4 mil)

Conheca-os-fast-food-mais-caros-do-mundo-4-altO restaurante de Nino Selimaj, na cidade de Nova York, é conhecido por servir pizzas gourmet.

Mas uma delas, batizada de Bellissima Pizza, bate o recorde de preço com seus incríveis US$ 1 mil.

A quantia é justificada pelo ingrediente principal: de acordo com o estabelecimento, os seis tipos de caviar que compõem a opção custam US$ 820, enquanto os outros US$ 180 incluem a massa, o molho e outros itens como os pedaços de lagosta.

 

Golden Opulence Sundae: US$ 1mil

Conheca-os-fast-food-mais-caros-do-mundo-5-altEsse luxuoso sundae é mais uma maravilha da já citada anteriormente Serendipity 3, de Nova York.

O sorvete é de baunilha, aparentemente comum, mas a cobertura é feita com Amedei Porcelana, um dos chocolates mais caros do mundo, oriundo da Toscana, na Itália.

A receita também inclui trufas de chocolate, frutas cristalizadas, marzipã e amêndoas cobertas de ouro. Em cima de tudo isso, há uma flor dourada de açúcar e uma pequena concha de vidro que contém uma versão doce de caviar (sempre ele).

Omelete de lagosta: US$ 1 mil

Conheca-os-fast-food-mais-caros-do-mundo-6-altNão só o 0,5 kg de lagosta, mas também os 280 gramas de caviar (de novo) fazem dessa a omelete mais cara do mundo, sendo, inclusive, reconhecida pelo Guinness. Junto com a preparação feita de ovos, os ingredientes são servidos sobre uma “cama” de batatas fritas. Os responsáveis por essa criação também são de Nova York, do hotel Le Parker Meridien.

“Glamburger” de Honky Tonk: US$ 1,77 mil (R$ 7,1 mil)

Conheca-os-fast-food-mais-caros-do-mundo-7-alt

Para coroar esta lista, somente um X-tudo, com quase todos os ingredientes que já apareceram neste “supercardápio de luxo” seria capaz de tal qualificação. Foi pensando em reunir os melhores ingredientes (ou pelo menos os mais caros) possíveis do mundo dos fast-food que o chef Chris Large, de Londres, inventou o mirabolante “Glamburger”.

A lista de ingredientes é absurda. O hambúrguer possui 280 gramas e é feito do já mencionado kobe beef de wagyu, misturado com carne de veado da Nova Zelândia e temperado com sal do Himalaia. Também tem carne de lagosta ao açafrão iraniano e xarope de maple, revestida de bacon. Outro que aparece é o caviar (só para variar) com nogueira e um ovo de pato defumado folheado a ouro. Ah, o pão também tem o toque de folha dourada, e, para completar, há pedaços de manga, trufa ralada e um molho à base de champagne.

Quer saber mais sobre  micro-ingredientes, então clique aqui.

Fonte: Mega Curioso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.