Fim da polêmica: consumo de lácteos não aumenta o risco de doenças cardiovasculares

Fim da polêmica: consumo de lácteos não aumenta o risco de doenças cardiovasculares

Pesquisadores do Centro de Investigação Biomédica em Fisiologia da Obesidade e Nutrição de Valência, Espanha, puseram por terra a associação entre produtos lácteos e o aumento do risco de doenças cardiovasculares.

Estudos anteriores, baseados na memória do paciente sobre sua dieta, ofereciam resultados contraditórios.

Mas na pesquisa conduzida pelo centro espanhol, os cientistas identificaram um método para medir o consumo de leite e produtos lácteos que vai além dos tradicionais questionários e entrevistas.

A equipe de cientistas descobriu um biomarcador nutricional específico, ou proxy genética – o gene MCM6 (the minichromosome maintenance complex component 6) – que mede objetivamente a ingestão de comida sem depender de informações fornecidas pelo paciente.

Usando a proxy genética identificada, os pesquisadores puderam avaliar com precisão o consumo de lácteos e os biomarcadores de doenças cardiovasculares de 20.031 pacientes.

As amostras de sangue foram sujeitas a análise genômica de largo espectro.

Além da contribuição da descoberta de um marcador genético confiável para a ingestão de produtos lácteos, o estudo também pôs fim à polêmica ao não constatar associação significativa entre a ingestão de produtos lácteos e o aumento dos fatores de risco cardiovascular, incluindo colesterol, triglicérides e glicose.

Texto: +Bio

Fonte: New Food Magazine

 

6 respostas em “Fim da polêmica: consumo de lácteos não aumenta o risco de doenças cardiovasculares

  1. Pingback: Afinal, o que quer o consumidor? | + Bio

  2. Pingback: Aumento das importações brasileiras de lácteos | + Bio

  3. Pingback: Será que o leite de origem vegetal pode substituir o leite de vaca? | + Bio

  4. Pingback: Alterar sua dieta em pequenos detalhes pode render mais anos de vida | + Bio

  5. Pingback: O impacto da alimentação em mulheres na menopausa | + Bio

  6. Pingback: Nozes e castanhas fazem muito bem ao coração, diz estudo | + Bio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s