Dúvidas sobre a intolerância a lactose?

Dúvidas sobre a intolerância a lactose?

Os sintomas desta doença aparecem quando uma enzima denominada lactase não consegue digerir o açúcar presente nos alimentos, que é a lactose.

Por isso, para quem apresenta o problema, a recomendação é ficar longe do leite de cabra e de vaca, do queijo fresco, manteiga, requeijão, creme de leite, iogurtes, bolachas, bolos e pudins.

Os sintomas podem aparecer logo em seguida à alimentação, como fortes cólicas abdominais, gases, vômito ou até ter diarreia.

Não podemos confundir a intolerância à lactose com alergia ao leite de vaca. A lactose é o açúcar do leite dos mamíferos, bastante diferente da rejeição ao leite dos bovinos. São coisas distintas.

Não há um fator determinante para o surgimento da doença, pois diversos fatores podem contribuir para o desenvolvimento da intolerância. Há casos hereditários, quando muitas pessoas de uma mesma família apresentam o problema, mas que isso não é regra.

Algumas raças, por exemplo, têm maior tendência à intolerância, como os asiáticos. Muitos mamíferos também podem se apresentar intolerantes à lactose, depois do desmame, em maior ou menor grau.

O diagnóstico da intolerância à lactose é clínico, conforme o que o paciente relata ao médico. Na maioria das vezes, não é necessário fazer nenhum tipo de exame, mas existem dois testes mais comuns.

O primeiro é quando a pessoa faz coletas de sangue periódicas durante o dia após a ingestão de um preparado de lactose. Já o segundo é o teste respiratório do hidrogênio expirado, em que a pessoa assopra vagarosamente num aparelho portátil. O hidrogênio é medido e analisado para o diagnóstico de condições que originam sintomas gastrointestinais.

Para os que sofrem ao deixar de ingerir queijos, leite, iogurtes, bolos e bolachas, há paliativos que ajudam a driblar a doença em algumas ocasiões.

Remédios à base de lactase (a enzima que ajuda a digerir o açúcar presente no leite), na forma de comprimidos ou sachê, são vendidos em qualquer farmácia e permitem que a pessoa consuma os alimentos normalmente, sem apresentar sintomas.

Tanto o comprimido como o sachê devem ser ingeridos no mesmo momento da refeição. No caso do sachê, seu conteúdo deve ser colocado sobre o alimento e a refeição precisa ser consumida imediatamente.

Atenta ao aumento de casos da doença, a indústria desenvolveu produtos que não contêm lactose e, hoje, as prateleiras dos supermercados apresentam várias marcas de iogurtes, queijos, bolos e até leite sem esse componente.

Para os que não têm condições de comprar um produto zero lactose, o alerta é ficar sempre atento aos rótulos dos alimentos. Segundo norma do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), informação sobre a presença de leite nos produtos deve estar bem expressa e apresentada como “Alérgicos: contém leite”. Dessa forma, qualquer pessoa poderá identificar o ingrediente que não deve consumir.

A informação destacada nas embalagens dos alimentos é um direito básico garantido pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC). O mesmo vale para alimentos que contenham ovo, peixe, amendoim e soja.

Fonte: GuiaLat

Uma resposta em “Dúvidas sobre a intolerância a lactose?

  1. Pingback: Leite que não causa alergia: melhoramento genético pode ser a saída | + Bio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s