Vendas de alimentos frescos ganham lugar nas vendas online

Vendas de alimentos frescos ganham lugar nas vendas online

Considerada uma nova fronteira no comércio eletrônico mundial, o varejo online de alimentos frescos começa a ganhar corpo no Brasil. Grandes redes de supermercados preparam-se para ampliar as vendas online no País, ao mesmo tempo em que companhias novatas desenvolvem serviços diferenciados na categoria.

A consultoria Ebit estima que a venda online de alimentos frescos não chega a representar 0,5% do total movimentado pelo comércio eletrônico, o que significa vendas de aproximadamente R$ 240 milhões em 2017. “O mercado online de alimentos frescos ainda é incipiente no Brasil, mas tem potencial de rápida expansão”, afirmou Pedro Guasti, presidente da Ebit.

De acordo com executivo, em 2017, a categoria cresceu 41%, enquanto o comércio eletrônico como um todo cresceu 10%. os principais competidores online são GPA (Grupo Pão de Açúcar), Sonda, Zona Sul Supermercados e Mambo.

O GPA é o mais antigo na área, com operação na área desde o fim da década de 90. Rodrigo Pimentel, diretor de comércio eletrônico de alimentos do GPA, não informa a receita gerada pela categoria, mas diz que as vendas crescem dois dígitos por ano. No fim de 2016, a companhia instalou um centro de distribuição em São Paulo, para concentrar os estoques das vendas online. “A abertura desse centro melhorou bastante a capacidade de entrega para clientes”, afirmou Pimentel.

Em 2017, o Pão de Açúcar refinou o serviço online, implantando a opção de entrega em até quatro horas e a opção de retirar na loja. Antes a entrega era feita em 24 horas. Pimentel disse que outras categorias, como bebidas e produtos de higiene pessoal, têm vendas mais representativas, mas a venda online de alimentos frescos é uma das que mais crescem.

Além das redes de supermercados, empresas novatas se aventuram nesse mercado. Um exemplo é a Pede Sabores. Fundada em maio de 2017 com investimento de R$ 1 milhão, a Pede Sabores oferece um serviço online de entrega de alimentos frescos. Os alimentos são comprados na Ceagesp e a entrega é feita por quatro transportadoras. As entregas são feitas na região metropolitana de São Paulo. Em janeiro, a entrega foi ampliada para o litoral norte de São Paulo, Granja Viana e ABC Paulista.

“Todo mês as vendas crescem 60%. Nossos clientes indicam outros clientes”, diz Maurício Costa, sócio-diretor da Pede Sabores. Ele prevê fechar 2018 com uma média de 1 mil pedidos por dia. A média atual é de 130 pedidos por dia.

Fonte: Valor Econômico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.