O que você precisa saber sobre a febre do vinagre de maça

O que você precisa saber sobre a febre do vinagre de maça

Além de ser usado como ingrediente culinário nas mais variadas receitas, o vinagre de maçã passou a ser cada vez mais utilizado como remédio natural para tratar algumas doenças, como intoxicação alimentar e diarreia. Alguns o consomem até para emagrecer. No entanto, pesquisadores advertem que, dependendo da forma como é utilizado, o vinagre de maçã pode trazer problemas para a saúde.

Por causa da acidez, muitas pessoas sofrem desconforto estomacal ou problemas digestivos depois de ingeri-lo. A  probabilidade de isso acontecer é pequena e deve-se tomá-lo puro, sem dilui-lo na água. Outros efeitos colaterais associados ao vinagre de maçã são danos ao esmalte dos dentes e problemas estomacais em pessoas com diabetes. Ainda há quem diga que, ao invés de tratar a diarreia, ele pode causá-la.

Um estudo publicado no US Mational Library of Medicine descobriu que o vinagre de maçã tem propriedades antimicrobianas capazes de destruir Escherichia coli, bactéria causadora da intoxicação alimentar e responsável por muitos casos de diarreia. Além disso, há algumas evidências de que o vinagre de maçã retarda o esvaziamento do estômago, diminuindo o ritmo do processo digestivo, o que permite às fezes endurecerem antes de serem expelidas. Entretanto, mais pesquisas precisam ser feitas, pois não está claro se é seguro usar o vinagre de maçã como alternativa de tratamento para a diarreia.

Apesar de ser útil na destruição da E. coli, essa não é a única bactéria que o vinagre destrói. Algumas delas, que colaboram na digestão, também podem ser destruídas no processo, provocando uma irritação intestinal que pode causar diarreia.

Para evitar prejuízos a saúde, a recomendação é sempre diluir o vinagre em água (adicione algumas colheres de chá de vinagre a um copo de água) já que beber vinagre de maçã não diluído durante um período prolongado pode corroer o esmalte dos dentes. Fazer a higiene bucal depois de ingeri-lo pode ajudar a diminuir o dano potencial ao essa camada protetora que reveste os dentes.

O vinagre de maçã também está disponível em forma de comprimidos, mas eles não são regulamentados da mesma forma que os produtos disponíveis nas farmácias. Como essas pílulas podem variar em força ou acidez, é necessário cautela ao usá-las.

Além disso, pessoas diagnosticadas com diabetes ou gastroparesia – distúrbio que impede o estômago de realizar o processo digestivo na velocidade adequada – são aconselhadas a evitar o vinagre de maçã. Quem faz uso de medicamentos prescritos deve consultar um médico já que o vinagre de maçã pode interagir com algumas medicações.

Fonte: Veja Saúde

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s