Proteína em pó: o que você precisa saber sobre este suplemento

Proteína em pó: o que você precisa saber sobre este suplemento

Pós de proteína são formas em pó de proteínas feitas de alimentos de origem animal como leite e ovos ou de fontes vegetais como soja, ervilha, arroz e cânhamo. Elas vêm em algumas formas diferentes: pós de proteínas integral, concentrados, isolados e hidrolisados.

Vamos começar com pós de proteína total, dos quais o soro é um exemplo popular. Em sua forma original, o soro é a parte líquida aquosa do leite que se separa durante a produção de queijo ou iogurte.

A partir deste líquido, as proteínas do soro são separadas e purificadas para criar o pó de proteína do soro de leite. O whey protein, nesta forma, é uma mistura de proteínas, lactose, vitaminas, minerais e uma pequena quantidade de gordura do leite. Embora o pó de proteína do soro de leite nessa forma seja usado como um ingrediente em muitos tipos de produtos alimentícios, muitas vezes você não encontrará proteínas de origem vegetal em nada além das versões mais processadas que estamos prestes a descrever.

Os concentrados de proteína são produzidos pela extração de proteínas do material de partida (como o soro líquido) através do uso de calor ou enzimas. Isso remove a água, parte da lactose e minerais. Os concentrados tendem a ter uma menor porcentagem de proteína em comparação aos isolados, porque ainda contêm alguns carboidratos e gordura.

Com concentrações de proteínas de 90% ou mais, os isolados são a forma mais pura de proteína em pó. Para fazer uma proteína isolada, componentes como carboidratos, gorduras e minerais são removidos durante o processamento. Em outras palavras, a proteína é isolada.

Se o material de partida for o soro do leite, então a lactose também é removida, o que significa que mesmo aquelas pessoas que são intolerantes à lactose geralmente podem consumir isolados de proteína do soro de leite sem causar problemas estomacais. Como os carboidratos são removidos, os pós de proteínas de origem vegetal rotulados como “isolados” geralmente não terão fibra alimentar, a menos que sejam adicionadas após o processamento.

A proteína em concentrados e isolados é composta de longas cadeias de aminoácidos, que são os blocos de construção das proteínas. A fim de absorvê-los em nossa corrente sanguínea, enzimas em nosso sistema digestivo têm que quebrar as ligações entre os aminoácidos para criar cadeias menores e aminoácidos individuais. Os pós de proteína hidrolizada fizeram muito desse trabalho para nós, contendo proteínas “pré-digeridas” produzidas pelo tratamento com calor, ácido ou enzimas para acelerar a absorção.

Fonte: Food Insight

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.