Tecnologia fez o trigo vencer o calor

Tecnologia fez o trigo vencer o calor

Pesquisadores do Watson Grain Research Center em New South Wales afirmam que os agricultores podem ser os principais responsáveis por auxiliar a cultura do trigo a vencer o calor, que tanto afeta a estrutura dessa planta. De acordo com Richard Trethowan, diretor do centro, uma parceria entre os produtores e as instituições de pesquisa é fundamental.

 “Se vamos fazer algo sobre as quedas nos rendimentos nos anos difíceis, temos que semear as plantações a tempo. Queremos um sistema de agricultura de conservação onde você esteja retendo restolho. Isso lhe dá solos mais frios, raízes mais frias e plantas mais capazes de lidar com o choque de temperatura”, comenta.

Nesse cenário, Rebecca Thistlethwaite, cientista de plantas da Universidade de Sydney, disse que os criadores de plantas australianas estão adquirindo material genético de linhas que prosperam em climas quentes como Índia, México e Paquistão. Em 2016 e 2017, os criadores analisaram 4.200 linhas tolerantes ao calor de todo o mundo.

“A agricultura de conservação também reduz o estresse de umidade. Uma planta sob estresse de umidade é menos capaz de lidar com o choque de temperatura. O controle de ervas daninhas é muito importante. É também uma questão de uso de água e nutrição adequada. Plantas que não têm uma nutrição adequada são menos capazes de lidar com choques de temperatura”, afirma Richard.

Os pesquisadores sabem que não podem ajudar uma planta de trigo, diminuindo o forno ou fazendo chover. Mas se eles entenderem melhor como as ondas de calor afetam o trigo, estarão mais bem preparados para o que o futuro trouxer. Para ajudar nesse esforço, eles estão entrando em observações de campo em tempo real em modelos de software para talvez ajudar os produtores de grãos australianos a lidar com o aumento das temperaturas.

Fonte: AgroLink

5 respostas em “Tecnologia fez o trigo vencer o calor

  1. Pingback: Aumento de produtividade por modificação genética é significativo | Blog +Bio

  2. Pingback: Bife criado em laboratório: isto já é uma realidade! | Blog +Bio

  3. Pingback: Como a inteligência artificial vai ajudar você nas compras | Blog +Bio

  4. Pingback: Canadá investe ainda mais em pesquisa agrícola | Blog +Bio

  5. Pingback: Gorduras saudáveis são têm alta de procura | Blog +Bio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.