Pesquisa aponta relação entre bebidas dieta e doenças cardiovasculares

Pesquisa aponta relação entre bebidas dieta e doenças cardiovasculares

Um novo estudo publicado na revista Stroke acaba de sair das prensas, e vem recebendo atenção da mídia pelos resultados sobre o consumo autodeclarado de bebidas adoçadas com adoçantes de baixa e sem caloria (referidas como “bebidas dietéticas”) e seu impacto sobre a saúde cardiovascular.

O objetivo deste estudo foi investigar a associação de bebidas dietéticas com risco de desfechos de doença cardiovascular, como acidente vascular cerebral, doença coronariana e morte. Esta pesquisa foi realizada como parte do  Women’s Health Initiative Observational Study de longa duração, que começou na década de 1990 para estudar a saúde de mais de 90.000 mulheres na pós-menopausa com idades entre 50 a 79 no início do estudo.

O estudo analisou o consumo de bebida dietética de 81.714 mulheres usando um único questionário de frequência alimentar (QFA) que foi administrado após os participantes terem sido incluídos no estudo durante três anos. Foi feita uma pergunta aos participantes sobre o tema bebidas dietéticas, usando um tamanho padrão de 350 ml (a quantidade em uma lata de refrigerante): “Nos últimos 3 meses, com que frequência você consumiu essas bebidas?” A categoria de bebidas de baixa caloria incluiu, colas adoçadas artificialmente, refrigerantes e bebidas de frutas, mas não mencionaram bebidas como café ou chá com adoçantes de baixa ou sem caloria. Além disso, nenhuma informação sobre o tipo específico de adoçante de baixa ou sem caloria das bebidas foi coletada.

A maioria das mulheres (quase dois terços das mais de 80.000 participantes) eram consumidoras pouco frequentes (nunca ou menos de 1 por semana) de bebidas dietéticas, com apenas 5,1 por cento das mulheres consumindo 2 ou mais por dia (igual a 700 ml ou mais). As mulheres que consumiram mais bebidas dietéticas tendiam a ser mais jovens, tinham níveis mais altos de educação, maior renda, maior consumo de energia, menor qualidade geral da dieta, níveis mais baixos de exercício e histórico médico de diabetes, ataque cardíaco ou derrame. Elas eram mais propensas a ter excesso de peso ou obesidade, relataram uma história de nunca ter fumado ou fumado no passado e relataram o consumo de álcool.

Esses riscos foram definidos após o controle de muitos fatores, mas não todos, que poderiam influenciar os resultados, incluindo itens como idade, história de tabagismo ou hipertensão arterial. O risco de acidente vascular cerebral era aumentado ainda mais nas mulheres obesas e nas mulheres negras que relataram maior consumo de bebida dietéticas, em comparação com outros dados demográficos raciais. As mulheres brancas com maior ingestão de bebidas dietéticas, no entanto, tiveram um risco aumentado de doença cardíaca coronária, em comparação com outros grupos demográficos.

O papel das bebidas em nossa dieta é um tema muito debatido em nutrição. A American Heart Association (AHA) publicou recentemente um parecer científico afirmando que não havia pesquisa científica suficiente para concluir que as bebidas dietéticas alteram ou não os fatores de risco para doenças cardíacas e derrames. A AHA também afirmou que as bebidas dietéticas podem ajudar a substituir bebidas açucaradas e de alto teor calórico, mas recomenda a água como a melhor escolha para uma bebida sem caloria. As Diretrizes Dietéticas dos EUA de 2015 fazem uma recomendação semelhante.

Como afirmam os autores do editorial, “campanhas contínuas de saúde pública para reduzir o consumo de bebidas açucaradas são prudentes. Substituir as bebidas adoçadas com açúcar (SSB na sigla em inglês) por água é um desafio para os consumidores mais exigentes.” Escolher bebidas dietéticas em vez de opções de alto teor calórico é uma das muitas ferramentas que os consumidores podem usar para ajudar a controlar a ingestão de açúcar adicionado e manter as calorias sob controle – ambos componentes importantes na redução do risco de doenças relacionadas à dieta e na manutenção da boa saúde.

Fonte: Food Insight

4 respostas em “Pesquisa aponta relação entre bebidas dieta e doenças cardiovasculares

  1. Pingback: Pesquisa aponta relação entre bebidas dieta e doenças cardiovasculares — Blog +Bio – Agro Mecanica Tatui

  2. Pingback: Dieta saudável é aquela que faz bem! | Blog +Bio

  3. Pingback: Tendência mundial, a dieta vegana traz benefícios à saúde | Blog +Bio

  4. Pingback: Conheça os ultraprocessados que mais fazem mal a saúde | Blog +Bio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.