LOW CARB: o que especialistas aconselham

LOW CARB: o que especialistas aconselham

A dieta low-carb — termo em inglês que significa a diminuição do consumo de carboidrato — já esteve no centro de várias polêmicas. É saudável? Pode ser perigosa? É só uma dieta da moda que vai passar?

No último ano, o regime alimentar ganhou milhares de adeptos que decidiram adotar um cardápio com mais verduras, legumes, gorduras e proteínas. Batata, arroz, pães e massas, por exemplo, ficam de fora da rotina alimentar.

Médicos e nutricionistas ainda não estão totalmente convencidos em relação aos benefícios desse tipo de estratégia. Aos poucos, com a realização de pesquisas sobre o tema, a low-carb ganha mais respaldo científico.

Recentemente, a Associação Americana de Diabetes reconheceu que a low-carb pode ser uma estratégia para tratar pacientes com diabetes tipo 2. A diretriz foi publicada em abril. Nesta entrevista o urologista José Carlos Souto, presidente da Associação Brasileira Low Carb. Na conversa, ele esclarece os mitos em relação a esse estilo de alimentação e aponta que obesos e diabéticos são os que mais podem se beneficiar da redução do carboidrato. Souto aponta ainda porque às vezes é difícil se adaptar a esse tipo de dieta.

Fonte: VEJa saúde

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.