Vitaminas do complexo B na redução do risco de AVC.

shutterstock_141361939

Pesquisadores chineses descobriram evidências ainda mais convincente para sugerir que as vitaminas de espectro total B são capazes de reduzir o risco de AVC . Os resultados desta nova análise revelam que a suplementação com vitamina B pode ajudar os níveis de homocisteína naturalmente mais baixos no sangue, que por sua vez ajuda a prevenir a formação de coágulos sanguíneos. Para chegar a esta conclusão, dados foram compilados e analisados ​​a partir de 14 ensaios clínicos envolvendo cerca de 55 mil participantes. Cada um destes ensaios analisaram os efeitos da vitamina B, quando administrado a pacientes em doses variadas ao longo de pelo menos seis meses, com alguns resultados aparentemente positivos e outros com resultados aparentemente negativos. Os resultados de todos os estudos foram depois comparados e contrastados com o outro para identificar quaisquer padrões inerentes. Foi observado que as vitaminas B parecem reduzir o risco de acidente vascular cerebral em cerca de 7%, e isto é devido aos efeitos da classe de nutrientes sobre os níveis de homocisteína. Em outras palavras, quando os níveis de homocisteína são reduzidos por vitaminas do complexo B, a probabilidade de aterosclerose ou o endurecimento e estreitamento das artérias também é reduzida. E, no processo, o risco de acidente vascular cerebral, ataque cardíaco, formação de coágulos de sangue e demência são também reduzidas.

Fonte: http://www.naturalnews.com/

Suco de laranja contra o colesterol.

shutterstock_83253790

Em estudo realizado foi investigado o efeito do consumo habitual de suco de laranja no perfil dos lípides e lipoproteínas em homens e mulheres normolipidêmicos. Todos os voluntários consumiram 750mL/dia de suco de laranja durante 60 dias. Variáveis bioquímicas como perfil lipídico, apolipoproteínas, glicose, paraoxonase1 e o tamanho de HDL foram medidas antes e após o período de suplementação com suco de laranja. Também foram realizadas medidas antropométricas e inquéritos dietéticos. O consumo crônico de suco de laranja reduziu significativamente o colesterol total e o LDL-C nos homens e nas mulheres. O HDL-C e a apoA-I também diminuíram, refletindo a redução do colesterol total. Porém, os triacilgliceróis, apo B, PON1, tamanho da HDL, IMC, gordura corporal e circunferência abdominal não foram modificados com o tratamento com suco de laranja. Neste estudo, mostrou-se que o suco de laranja apresenta propriedade redutora sobre o colesterol, e foi sugerido que a associação dos flavonóides cítricos com a vitamina C previne o estresse oxidativo e o desenvolvimento da aterosclerose.

Fonte: Revista Scielo de Nutrição
http://www.scielo.br