O carboidrato ameniza sintomas da TPM, entenda como

Imagem

O carboidrato ajuda sintomas da TPM, entenda como

A tensão pré-menstrual (TPM) é um mal que atinge até 86% das mulheres em idade reprodutiva, causando prejuízos na qualidade de vida e produtividade. Os principais sintomas da TPM são irritabilidade, dor nas mamas, ansiedade, dor de cabeça, aumento do apetite e alterações no humor, que podem ser minimizados com o uso de medicamentos, a prática de exercícios físicos e alimentação.

Continuar lendo

Dietas muito restritas podem fazer mal ao coração

Imagem

Dietas muito restritas podem fazer mal ao coração

Muita gente acha que restrições alimentares são milagrosas, as também conhecidas dietas que prometem colocar o corpo em forma em pouco tempo. Um estudo mostrou que dietas com muita proteína e pouco carboidrato podem fazer mal ao coração das mulheres. A pesquisa ouviu 43.396 mulheres entre 30 a 49 anos e constatou que essa prática desequilibrada aumenta em até 60% as chances de problemas cardiovasculares.

Continuar lendo

Por que amamos massas? Parte 2

equivocos-01

Já entenderam o porquê do nosso amor por massa? Não? Então lá vai mais um motivo:

Fibras

A fibra dietética fornece estrutura na parede celular de plantas e é encontrada em todos os tipos de alimentos de origem vegetal, incluindo frutas, verduras, legumes e grãos integrais. A fibra é tipo não digerível de hidratos de carbono, mas pode ser fermentada no intestino humano para produzir uma pequena quantidade de energia. O efeito mais conhecido da fibra no nosso corpo é o laxante. Algumas fibras também podem ajudar a equivocos-01manter as concentrações de lipídios no sangue saudáveis ​​(por exemplo, colesterol), diminuir a resposta de glicose no sangue pós-prandial (ou seja, estabilizar os níveis de açúcar no sangue), e aumentar a produção de bactérias benéficas no microbioma intestinal.
A fibra é normalmente classificada como solúvel ou insolúvel. A solúvel se dissolve na água enquanto a fibra insolúvel não. Da mesma forma dos grãos integrais, a ingestão de fibras está associado a benefícios significativos para a saúde, diminuindo doenças equivocos-01cardiovasculares e coronárias, bem como reduzem as taxas de câncer de mama.
Recomendações de ingestão de fibra dependem da idade, sexo e ingestão calórica. Por exemplo, recomenda-se que para cada 1000 calorias, 14 gramas de fibra. Além disso, o Dietary Guidelines do Institute of Medicine (IOM) recomenda para mulheres 25gr e homens 38gr de fibra por dia. Infelizmente, os dados sugerem que os americanos estão aquém das recomendações e só consumem cerca de 15 gramas por dia. O macarrão de trigo integral é a melhor solução quando falamos nesse assunto.

Fonte: Food Insight

Por que amamos massas? Parte 1

equivocos-01

 

Os hidratos de carbono têm estado sob crescente análise nos últimos anos. Embora dietas com pouco carboidrato tem ganhado popularidade, pesquisas mostram que, para a perda de peso, reduzir o consumo de calorias é mais importante do que a restrição do teor de carboidratos da dieta. Além disso, uma dieta pobre em carboidratos pode não ser a melhor estratégia para a saúde a longo prazo. Estudos têm demonstrado que dietas mediterrâneas, que apresentam massas como o carboidrato base, podem ajudar mais no controle glicêmico do que dietas de baixo teor de gordura ou de baixo carboidrato.

equivocos-01Como se tudo isso já não fosse o bastante, os carboidratos são fonte de energia preferida do nosso corpo!

Atletas têm utilizado o poder da massa por décadas. Mas você não precisa ser um atleta para desfrutar do potencial nutritivo das massas. Aqui está o primeiro dos 3 motivos que vamos mostrar a você:

Grãos Integrais

Um grão integral é definido como todo o grão de semente de uma planta. A semente de grão é composta de três partes principais: o farelo, o germe e endosperma. Para ser considerado um alimento de grão integral, o produto deve entregar aproximadamente as mesmas proporções relativas de farelo de trigo, germe e endosperma encontrados no grão original. Grãos integrais podem ser consumidos rachados, divididos ou em flocos. Há uma variedade de fontes de grãos integrais encontrados em alimentos completos como aveia, arroz integral, pipoca, ou incorporada como um ingrediente em alimentos, tais como farinha de trigo integral na massa.
Segundo a Fundação Food and Information 2015 e a Saúde Inquérito Internacional, cereais integrais são os mais importantes fatores que influenciam as decisões de comprados americanos. A partir de 2014, 67% dos americanos relataram que a presença (ou falta dela) de grãos integrais determinam suas decisões de compra.
equivocos-01

Este crescente interesse em grãos integrais pode ser atribuído ao grande número de benefícios para a saúde que estes possuem. Estudos têm mostrado que os indivíduos que relatam comer três ou mais porções de alimentos com grãos integrais por dia, têm um risco menor de doença cardiovascular, em comparação a indivíduos com menor ingestão deles.

Oequivocos-01s grãos integrais também estão associadas com um risco reduzido de câncer, especificamente cânceres gastrointestinais tais como o o gástrico e o do cólon. Além disso, grãos integrais também podem desempenhar um papel na manutenção do peso. Grandes estudos epidemiológicos têm mostrado que pessoas que integram cereais integrais em sua dieta são menos propensas a ganhar peso ao longo do tempo.

Fonte: Food Insight