Embalagens comestíveis são o futuro próximo do mercado alimentício

Imagem

Embalagens comestíveis são o futuro próximo do mercado alimentício

Para as pessoas ambientalmente conscientes, embalagens são muito inconvenientes: há um grande desperdício de comida, os alimentos vêm muito embalados e grande parte dessas embalagens é feita para durar anos e anos.

Mas talvez haja uma única resposta para todos esses problemas: usar os alimentos excedentes para produzir embalagens.

Continuar lendo

Unilever terá novo centro de inovação de alimentos

Imagem

Unilever terá novo centro de inovação de alimentos

A Unilever vai construir um novo centro de inovação mundial de alimentos em Wageningen, Holanda. A empresa já mantém setores de pesquisa e desenvolvimento em Vlaardingen, Países Baixos; Heilbronn, Alemanha; e Poznan, Polônia.

Continuar lendo

Amazon planeja abrir supermercados físicos

Imagem

Amazon planeja abrir supermercados físicos

Depois de abrir suas primeiras livrarias físicas, a Amazon está planejando abrir lojas físicas de alimentos. A gigante do comércio eletrônico estaria construindo um mercado para vender apenas comidas frescas, de acordo com o Wall Street Journal.

Continuar lendo

Soylent, a fórmula nutricional que promete ser a comida do futuro.

Nos últimos meses, o engenheiro Rob Rhinehart está vivendo somente de Soylent, uma mistura cremosa que ele mesmo inventou e é composta por vitaminas e minerais. Segundo ele, o produto contém tudo o que o organismo precisa para se sentir plenamente saciado e nutricionalmente balanceado. Mas, mais do que isso, o inventor do produto acredita que ele possa mudar nossos hábitos alimentares.
“Começou como uma necessidade pessoal. Minha dieta era muito pobre. Eu comia refeições baratas e convenientes porque eu realmente não ligava muito para a comida”, revela o jovem de 24 anos que vive em San Francisco, nos Estados Unidos.
Durante cerca de um mês, Rhinehart procurou descobrir tudo de que o corpo precisava para sobreviver. Dessa maneira, a fórmula nutricional que ele desenvolveu contém mais de 30 ingredientes, entre eles uma série de vitaminas e minerais, como cálcio, potássio, zinco, além das vitaminas A, B, C, D, E e K.

Uma possível solução

Os primeiros testes do produto foram realizados por ele mesmo. Em pouco tempo, o engenheiro percebeu que havia ganhado mais energia, havia perdido peso e se sentia satisfeito. E foi ao passar por um bairro de idosos em Atlanta, sua cidade natal, que o jovem pensou que talvez seu produto também pudesse beneficiar pessoas que já não têm mais condições de cozinhar adequadamente. Rhinehart apresenta diversos argumentos para justificar os benefícios que o Soylent poderia trazer para a vida das pessoas: “Acho que o relacionamento das pessoas com a comida poderia ser mais saudável se fosse uma questão de escolha. As pessoas deveriam focar na sua educação, na sua carreira, na sua paixão. Se cozinhar é a paixão de uma pessoa, ótimo, mas para muita gente não é”. Além de beber a fórmula nutricional regularmente, o jovem consome algumas refeições por semana. Soylent é, antes de qualquer coisa, prático. O produto é uma mistura em pó – o que facilita e diminui os custos com transporte – que precisa apenas ser misturada com água e óleo e está pronta para ser consumida.

Mas mesmo fazendo sucesso entre os consumidores, é preciso lembrar que não existe nenhum tipo de estudo ou evidência científica que comprove que Soylent pode substituir todas as refeições de maneira eficaz, tampouco de que a mistura possa sobrecarregar o organismo ou causar qualquer problema.

 

 

Neste vídeo, entenda um pouco melhor o que é o projeto.

 

Fonte: http://arstechnica.com